Salim Mattar é um homem apaixonado por tudo o que faz. O seu bom humor e espírito esportivo nas exposições é bem conhecido, ele adora vencer mas também fica muito feliz com as vitórias de seus amigos.

Para Mattar, essa abordagem de força pela vida é parte de sua herança, juntamente com a definição de sucesso que abrange não só as realizações, mas a qualidade de um trabalho bem feito e a realização final que ele proporciona. Nos fins de semana, está sempre no Haras Sahara, cuidando prazerosamente de seu plantel.

O fascínio de Mattar por cavalos o levou a se envolver com o cavalo árabe. “Eu vi uma foto de um belo e esguio cavalo tordilho,” lembra-se. “Ele tinha muita classe, parecia orgulhoso e seguro. Na verdade, chamou tanto a minha atenção que eu fiquei maravilhado com aquela imagem. Naquele instante, eu decidi que, quando tivesse tempo e dinheiro, criaria cavalos árabes. Muitos anos depois, eu descobri que o cavalo da foto era Gai Parada.”

Ao longo dos anos, Mattar montou um programa de reprodução. “Eu selecionei belas éguas com diferentes tipos sanguíneos, crias de famosos garanhões e de linhagens maternas bem conhecidas”, diz ele. “Na seleção de éguas, levei em conta o movimento, pescoço longo e garganta bem definida, excelente linha alta, garupa larga, boa cabeça, olhos pretos grandes – em suma, o tipo e a atitude do cavalo árabe. Isso não é muito diferente do que os demais criadores procuram. Porém, uma coisa que você percebe como criador é que nunca teremos o cavalo dos nossos sonhos, que é tudo o que desejamos e chamamos de ‘cavalo árabe perfeito’. O desafio é continuar tentando criar esse cavalo.” 

Ele descobriu que o seu interesse na criação para participar de exposições passou de algo secundário para um compromisso fundamental. Com esse objetivo em mente, ele lançou um olhar crítico em seus animais e foi rigoroso na avaliação de seu programa. Os cruzamentos que não funcionavam bem para competições não foram repetidos e novas éguas foram compradas especificamente para os garanhões que ele desejava usar.

"Na realidade um programa de criação é um empreendimento de longo prazo, sempre buscando melhorar a próxima safra de potros. Essa é a melhor parte da criação do cavalo árabe” afirma Salim Mattar.



Haras Sahara

Galeria